01 março, 2018

O delicioso e cremoso arroz doce



“Arroz doce” é a minha sobremesa preferida, desde sempre!
Mas sou exigente: tem de ser muito cremoso, sem gemas, sem aqueles pudins instantâneos que lhe dão cor e sabor artificial.
Já provei muito arroz doce. Está na ementa: eu peço! Está no buffet de doces: eu tiro!
Já testei em casa muitas receitas: se alguém me dizia que tinha “aquela” receita: eu pedia! Se via em revistas, na televisão e na net: eu tirava, tirava, tirava!
Finalmente encontrei a receita que tanto procurei. Esta, que compartilho no regresso à minha “Cozinha de Afectos”, é a especial!
A “especial” é facílima de preparar mas exige tempo junto do fogão, sempre de colher de pau na mão. Não desanime, quando o provar vai constatar que é o “melhor arroz doce que já comeu”. Acredite!

Ingredientes:
. 1/2 cháv. arroz Carolino
. 2 cháv. água
. 1 colh. (chá) sal
. 1, 5 l. leite gordo
. 1 cháv. açúcar
. 2 colh. (sopa) manteiga sem sal
. 1 casca de limão
. 1 pau de canela
. canela em pó

Preparação:
Aqueça o leite e reserve.
Leve ao lume o arroz com a água e o sal. Quando a água evaporar deite sobre o arroz uma chávena de leite e junte a casca de limão e o pau de canela.
Sempre em lume brando, vá acrescentando o leite aos poucos sem parar de mexer.
Após 40/45 minutos adicione a manteiga e o açúcar. Mexa muito bem e mantenha ao lume uns minutos mais. (Fica com uma consistência bastante líquida, mas não se preocupe, depois de frio fica cremoso.)
Retire o pau de canela e a casca de limão, deite em taça ou tacinhas e depois de arrefecido enfeite com canela.
Experimente!

13 comentários:

  1. E aqui estou eu!
    Aprendi a fazer arroz doce com a minha mãe que em dias de festa na aldeia ... tinha sempre na mesa!
    Por aqui é meio quilo de arroz e dois litros de leite do dia!
    Eu gosto muito mas atualmente fico com azia talvez por causa do leite!
    Levo a receita!
    bj

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gracinha, a receita da tua mãe é para uma casa cheia... Com leite do dia deve ficar um arroz magnífico.
      Eu utilizo leite gordo, de pacote, claro!
      Não fazes ideia da quantidade de receitas de arroz doce que eu fui juntando, e experimentando, até encontrar a "especial".
      Beijo.

      Eliminar
  2. Que foto linda!! Bem, até hoje achava que o meu arroz era magnífico, mas vou fazer esse teu para continuar achando o meu bárbaro ou me vergar ao teu! rsrsrs
    Que o teu arroz doce está com uma cara ótima, ah tá!!!
    Beijinho, mãos à obra!

    ResponderEliminar
  3. Ainda não saí daqui, Teresa...mas estou olhando para o ponto bem cremoso, acho que um dos teus segredos não será mexer, mexer?? Está mais cremoso que o meu!!!
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mexer, mexer e ir adicionando leite devagar, devagarinho. Se for necessário aumenta a quantidade de leite.
      Sempre em lume brando, sem pressa. Da última vez que fiz (com receita a dobrar) estive junto do fogão mais de uma hora.
      Nada de sustos quando deitares na taça, tem mesmo de estar bastante líquido e cremoso. Depois de arrefecer fica no ponto. E no dia seguinte, se algum ficar na taça, continuará super cremoso.
      Já experimentei fazer sem a pré-cozedura do arroz em água, mas não ficou macio como eu gosto. Repara que ele primeiro coze, depois fica muito tempo a amaciar no leite.
      Tais, fico à espera da tua receita...
      Beijo.

      Eliminar

  4. E que fácil! Eu também não costumo juntar gemas, mas sim um pouco do tal pudim instantâneo. Mas há dias como não tinha fiz assim, simples. Parecido ao teu. Mas agora vou seguir a tua técnica e depois digo-te do resultado.

    Estou já a seguir-te mas a imagem não ficou, não sei porquê.

    Beijinhos

    Olinda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olinda, é um gosto ver-te na minha cozinha.
      Amiga, deixa de juntar o tal pudim instantâneo; não faz falta.
      Quanto à imagem, não sei o que se passa, mas vou tentar solucionar. O afastamento da minha cozinha (esta!!) foi demasiado longo e há coisas a "afinar".
      Experimenta "a minha técnica" e diz-me o que achaste.
      Beijo.

      Eliminar
  5. É raro fazer arroz-doce, mas nos últimos dois meses creio que o fiz duas ou três vezes. É também assim que o faço. Também gosto dele cremoso. Os das pastelarias tendem a ser muito secos.

    ResponderEliminar
  6. E já somos duas a gostar de arroz-doce como sobremesa, em top one.

    Não sei, nem gosto de cozinhar, enfim, faço o básico, mas vou experimentar esta receita e depois digo-te. Não posso comer duas tacinhas, dois pirinhos, pke o meu pâncreas é pró esquisito e depois em vez de eu crescer pra cima, cresço prós lados (rs).

    Beijinhos com afetos doces, como o teu arroz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Céu, é um gosto receber-te na minha cozinha!
      Faz este arroz e depois diz-me como correu e se gostaste. (Claro, que vais gostar!!)
      Fica bem, beijo.

      Eliminar
  7. Cá estou eu, como prometido e também prometo que um dia tentarei fazer o teu arroz doce. Nunca fiz, pois não fazia parte das receitas da minha mãe, mas gosto muito. Uma das coisas que nunca resisto a comer quando vou a um restaurante é o leite creme: adoro, mas também nunca faço: deixo para comer quando como fora. Amiga, esse teu arroz doce deu água na boca e fiquei com vontade de comer, mas....há que esperar!!! Hoje não vou fazer. Por agora deixo-te um beijinho doce carregadinho de amizade, VOLTAREI!!!
    Emilia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Emília, obrigada por passares por aqui. Espero que gostes do meu arroz, para voltares muito vezes.
      O meu leite creme também é muito bom. Foi o primeiro doce que aprendi a fazer (há muitos, muitos anos, ainda em Moçambique...) A receita está no blogue. Espreita e faz. Vais gostar.
      Pudesse eu e mandava-te uma taça de arroz doce para provares . Como não posso, mando-te um beijinho doce e carregadinho de amizade quanto o teu.

      Eliminar
  8. É uma das minhas sobremesas preferidas, tenho de experimentar

    ResponderEliminar